Eduardo Henrique

Eduardo Henrique

Quem sou eu?


Sou uma pessoa comum, porém que viveu grandes momentos de aprovações, nasci já no mundo da magia,  as vezes digo muito as pessoas, eu nasci na magia e me criei no feitiço.

Aprendi com a vida lições valiosas que levarei comigo, para todo e sempre, sou uma pessoa que desde 4 anos de idade, já gostava do "Mundo Religioso", sempre admirei e gostei de participar e frequentar religiões, porém nunca sempre a mesma cultura.

A vida me ensinou a nunca desistir, se temos um sonho, temos um objetivo que deve ser cumprido devemos lutar por tudo que queremos, pois no mundo da magia não existe atalhos. Uma pessoa não deve achar que fazendo uma magia, ficará rica do dia para noite. A magia e as entidades somente ajuda nos em nossas escolha e auxilia.

Cresci entre o "Espiritismo" e o "Cristianismo", minha família 90% são cristões, mas eu acho que na vida nós mesmo que dicidimos quem queremos ser e oque queremos realmente seguir. Frequentei o "Cristianismo" durante boa parte da minha infância, fui professor de escola bíblia com 11 anos, dei aula para adolescentes e pessoas mais velhas que eu.

Sempre ouvi falar em contos de terror quando eu era pequeno, então me assombravam-me com histórias de "bicho-papão", de "boi da cara preta", de "mula sem cabeça"...

Infelizmente, nunca me advertiram quanto aos demônios disfarçados de anjos, aos lobos que habitam as peles de cordeiro e se escondem nas falas macias daqueles que nos chamam de filhos e até de irmãos.

Porém isto era uma das únicas histórias que eu realmente acreditava, quando eu via filmes de terror acreditava certamente em espíritos e exorcismos.

Na minha casa onde um dia eu morei, ouviamos assubios e morcegos cantando até as cinco da manhã, correntes arrastando e gargalhadas e rugidos de leões na casa,  meus vizinhos tinham medo, geralmente é muito popular no Brasil na Capital do Rio de Janeiro, crianças pegarem pipas nas casa das pessoas, porém na minha nunca ninguém tinha coragem. Cresci no meio de atividades paranormais, acho que vi mais o mal do que o próprio bem, pois o mal cada vez mais cresce nesta terra e leva muitas pessoas a sofrimento gostando muito de invadir primeiramente as mentes desorientadas e as pessoas que não sente que sua vida tem valor. O mal ama o medo dos humanos e é com o medo que ele cresce, se alimentando.

Muitos acham que só com exorcismos e com água benta vai tirar um mal da casa, muitos acham que só um verdadeiro sacerdote ou feiticeiro, pode expulsar o mal. Muitos acreditam que apenas um grande poder pode manter o mal sobre controle,

Mas não é oque eu descobri, eu descobri que são as pequenas coisas as tarefas diárias,
De pessoas comuns que mantem o mal afastado, simples ações de bondade e amor.

 

"Um espírito nobre, engrandece o menor dos homens"

Descobri comigo mesmo, que o melhor jeito de mim ajudar a mim mesmo, é ajudando meu próximo. Achei que hoje em dia a sociedade só ajuda os outros e a maioria pela aparência, porém eu mesmo comecei ajudando, aqueles que foram esquecidos pela religião, aqueles que de poucas riquezas mas de muito suor, aqueles de bom coração e de boa gratidão.

Pois para mudar o mundo devemos começar, pelos gestos simples de caridade e amor, a melhor recompensa que podemos ganhar é a gratidão.

"Desenvolvendo seu conceito e sua sabedoria entre os ensinamentos"

Passei por várias religiões e culturas diferentes, durante muito tempo. Pessoas me pergunta pra que fiz isto, eu sempre respondo por que eu amo de coração o "Mundo Religioso".

Pois a cada religião existe conceitos, regras, ensinamentos, ritos.. Por conta disto visitei cada uma para mim aprender, pois não acredito em que á religião prega contra a outra, por isto conheço as religiões. De todas que conheci e estudei, percebi que não existe religiões ruins mais sim aqueles que a praticam, pois a maldade é humana.

Por conta de minha Egregora ser diferente, não tenho nada contra, mas o Satanismo nunca pratiquei apenas estudei, pois não devemos misturar Egregoras e nenhum servo pode adorar a dois Reis ao mesmo tempo.

Eu participei de várias religiões e me iniciei e me formei, pois cada uma me chamou atenção e também pelas histórias popularmente ditas, uma coisa que aprendi com a vida que "O verdadeiro conceito é aquele que nós mesmo desenvolvemos". Existe religiões que fazem acusações contra as outras, por isto visitei cada uma pois devemos conhecer antes para falar, com tudo isto, grandes histórias vividas, grandes momentos de campo de batalha espiritual ganhos, grandes honras conquistadas, me tornei oque sou hoje. 

"Pelo amor e não pela dor"

Eu participei de várias religiões e me iniciei nelas, não em troca de bens materiais. Mas sim em troca de sabedoria e pelo amor as culturas, todas religiões são lindas e boas, não existe nenhuma melhor que a outra, mas tem sempre alguma que nos identificamos melhor, eu me identifiquei melhor com o Espiritismo e o Xamanismo. 

Muitos hoje em dia mundialmente, procuram religião pela dor, pelo sofrimento, pelas perdas na vida, pelas guerras não vencida. Mas eu foi totalmente diferente não foi pela dor que fui participar e congregar mas sim pelo amor.

Gosto muito de participar das culturas, como minha comunidade também é eu também sou,

um verdeiro cultuador e vivo em diversidades culturais e religiosas.

"Quantidades não é qualidade"

Muitos acham que só pessoas ansiãs são os melhores, porém não nego são pessoas de grandes momentos vividos, porém nem sempre o número é qualidade, mas é claro é sempre bom cada vez ter mais tempo para desenvolver, conceito e sabedoria. Porém hoje muitas pessoas visita religiões pela aparência ou pela quantidade de pessoas que frequenta ou algo deste tipo, não faça isto pois será seu maior erro, pois nem sempre a quantidade é a qualidade, já fui por exemplo em centros umbandista, onde havia mais de 80 médiuns, mais não havia mironga não havia asé, não sentiamos a energia movendo sobre nossa alma, as pessoas humildes e religiões simples, também são boas. Nem sempre a qualidade vai ta no tempo daquela pessoa, nem sempre a qualidade vai tá na aparência, nem sempre a qualidade vai tá na idade ou no diploma, mas sim no que realmente somos e oque a pessoa realmente é.

Um exemplo bem conhecido é:

Um vendedor de panquecas, vendia sobre a porta da escola, uma das melhores panquecas as pessoas amavam era uma delícia, só que as vezes acabava tão rápido suas panquecas que ele não tinha para as outras pessoas, e isto acabou preocupando ele, começou a fazer quatro vezes mais de panquecas do que ele fazia, começou a fazer muitas, mas as pessoas começaram a reclamar querendo o dinheiro de volta, ele não entendia o porquê ele foi perguntar, as pessoas dizia que estava horrível as panquecas, oque eu quis passar para vocês é que "ele se preocupou tanto com as quantidades, que esqueceu da qualidade" o sabor que tinha antes não havia mais.

 

Nascemos com o bem e o mal dentro de nós, mas isto não define quem somos, chega um momento de nossa vida que devemos escolher entre o bem e o mal quem queremos ser. Pois ninguém pode adorar a dois reis ao mesmo tempo.

 É tão triste hoje em dia os seres humanos somente se apegam as coisas materiais, só sabem da valor a carne, vivem no materialismo só a isto se apega, oque ainda é pior ao egoísmo se entrega, sabendo que deste mundo material nada se leva.

"Em mundo feito de aparências, feliz é aquele que é feito de verdades"

Hoje em dia tudo é movido e chamado pela aparência, se você usa um terno e uma gravata de boa qualidade, a maioria vai afirmar que você é o melhor, se você tiver uma boa aparência entre o público todos irão dizer coisas ótimas sobre você. Já eu não sou assim, sou normal entre todos, na rua em qualquer lugar, muitos dizem "você não parece oque diz ser", porém "Em mundo de aparências, feliz é aquele que é feito de verdades", ouço as vezes e vejo cada coisa, as vezes ignoro as hipocrizias e as ignorâncias humanas, pois comigo levo minha verdade e oque sou, não vai ser aparência que vai mi dá sabedoria, não irá ser a aparência que vai fazer eu ser um dos melhores, pelo contrário vai me mostrar que eu sou uma pessoa enganadora, que vive pela aparência que pensa em tudo que os outros acham, mas não pensa em que você acha disto e oque quer. Por isto seja você mesmo, leve a verdade contigo mesmo, leve com você sua nobre essência onde for, não importa sua idade ou quem você seja. Muitos que ajudei quando eu tinha 15 anos, não confiava em mim pela minha idade, mas eu não ia pelo oque os outros achava de mim, pois eu sou feito de verdades e não de aparências, fica a dica a todos. Pois para mim sua aparência não vai definir quem você é, mas sim suas atitudes, um exemplo:

Uma pessoa vai de terno e gravata trabalha, mais uma pessoa simples que não tem um terno nenhuma gravata trabalha melhor e já não liga para aparência, mas sim pelo oque ela faz.

 

A coragem não está em saber quando tirar uma vida, mas em quando polpar uma.
Pois um verdadeiro herói não é aquele que retira vidas mas assim aquele que polpa vidas.

By: Eduardo Henrique

  

 

FUNDADOR E PRESIDENTE DA COMUNIDADE RELIGIOSA & ESPIRITUAL

&

Web Site of Cultural Diversity Religious Copyright ©

Sempre tive vontade de criar meu Web Site ou Comunidade, para compartilhar artigos, temas e matérias religiosas e espirituais, pois acho muito legal compartilhar um pouco de sabedoria e aprendizado com outras pessoas, este site onde vocês estão lendo neste exato momento, foi eu que crei e fundei a comunidade em 2009, pelo motivo de mim ser um Sacerdote Cultural, trouxe neste site diversidades culturais e espirituais.

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE EDUARDO HENRIQUE 

Por qual motivo você ajuda as pessoas?

 

 Pelo mesmo motivo, que um dia eu precisei, ajudo pessoas que merecem ser ajudadas e que realmente precisa, como um dia eu também precisei de ajuda antes de me transformar em Sacer, pelo mesmo motivo eu sei como é díficil, quando precisamos de ajuda e ninguém estende a mão para nos ajudar.

Como que você virou isto tudo?

Desde pequeno fui muito curioso e sempre me chamou a atenção o "Mundo Religioso", como sempre me sentia bem estudando e aprendendo, resolvi passar por algumas religiões que me chamavam a atenção e que sempre quis aprender. Como frequentei muitas e me iniciei e tenho bastante conhecimento de cada uma delas, muitos me chamam de espírita, quimbandeiro.. Pois já fui de muitas religiões e todas que fui pude absorver o máximo possível de conhecimento.

Que tipo de caridade e ajuda você pratica?

Bom quando falamos de caridade, também nos referiamos ao carinho a todos os seres vivos, e a compaixão e ajuda precisa, eu ajudo muitas pessoas que vem me procurar na internet ou pessoalmente, porém são muitas pessoas mesmo as vezes fico sem tempo de ajudar a todos, meu modo de ajudar e auxiliando e orientando as pessoas, que estão passando por momentos de enfermos ou que estão perdidas, que precisam de orientação ou conselhos, entre outros..

Quando você ver pessoas dizendo coisas, que na qual não é verdade como você reage?

Olha eu até ignoro pois é a melhor resposta é o silêncio, pois não gosto de perder meu tempo, discutindo oque é certo ou errado, existe muitas pessoas que pelo o motivo de ouvir uma cantiga, sai dizendo que é isto e aquilo, tem pessoas que diz ser coisas na qual não são, como pessoas que chegavam para mim dizendo que era feiticeiros, não sabia nem quem era o Deus supremo de sua religião, como saberia conjurar um feitiço, são tantas ignorâncias e tantas mentiras, que eu finjo até não saber de nada pois são pessoas que só vivem, de seu próprio mundo criado pela sua própria mente, pessoas que um dia eu ensinei um pouco de alguma cultura religiosa, e sai dizendo por ai que é isto e aquilo, estas pessoas não são dignas de serem meus aprendizes ou de ter a minha benção para ser oque realmente quer.

Para ser um de seus aprendizes como deve ser estas pessoas?

Em primeiro lugar aquela que tem bom senso e levar a sua essência para onde for, pois não adianta querer ser sábia a pessoa sem ter bom senso, quando digo isto, é pelo motivo de pessoas se irritarem facilmente e mudar do nada, pessoas que querem ser como eu, não devem só porque se extressou dizer que vai fazer isto e aquilo, começar a xingar ou falar besteira para as pessoas, pois isto é totalmente errado, mesmo a pessoa provocando, não é só porque sou feiticeiro e bruxo, que qualquer probleminha ou extesse que eu tiver eu vou levar para o lado da magia. "Nobre alma é aquela que mantêm sua essência para onde for".

Você usa a magia no dia dia para facilitar a sua vida?

Exemplo: Para amores, dinheiro, empregos..

Não pois no mundo da magia não existem atalhos, para conseguirem oque quer, não é só porque pratico magia que vou fazer uma magia para ficar rico e irei ficar sentado no sofá esperando acontecer, tudo nesta vida devemos batalhar para conseguir, pois magia ela só nos dar um empurrãozinho o resto é pela nossa conta, para tudo devemos batalhar nada vai acontecer no piscar de olhos, eu no meu caso seria totalmente ridículo de minha parte usar para tudo no meu dia dia a magia, eu só uso ela para coisas sérias ou graves.

Histórias Fascinante

O MOTIVO DE MIM APRENDER EXORCISMO E BATALHAR CONTRA O MAL

Muito pequeno vi espíritos malignos, incorporados levando pessoas de minha família a suicídios e o mais triste disto tudo é a morte, saber que aquela pessoa não voltará mais, vi muitos espíritos correndo atrás de crianças, cortando pulsos e braços das pessoas, levando elas achar que está tendo uma maravilhosa vida, muitos acabam ficando cegos pela escuridão, como sempre digo nestes casos "Uma pequena luz, numa grande escuridão faz a diferença", minha mãe logo quando começamos a ir para umbanda ela era médium em desenvolvimento, porém a umbanda a "mãe de santo" ligava mais para aparências daquele terreiro do que para seus filhos de santos, vocês irão entender agora mesmo por qual motivo digo isto e as palavras que disse acima. Minha mãe já recebeu em seu corpo quatro egúns (espíritos malignos ou perdidos e esquecidos sem luz), um deles não queria ir embora de jeito nenhum, minha família por conta de serem todos que moravam perto cristãos não quiseram nem saber, estava eu e minha prima naquela hora, ele não queria ir embora, pegou um caco afiado de um copo que havia quebrado, correu na rua atrás de mim e de minha prima, quando chegou na esquina ele riu e voltou para casa, naquela hora eu sabia que só podia ser os espíritos de luzes que tava ajudando, pois naquele caso ele podia muito bem se jogar na frente de um carro e levar minha mãe a morte, naquele dia a tenda espírita ou seja o terreiro que ela frequentava, estava tendo festa de "Exú e Pomba Gira", cheguei lá pedindo socorro pois achava que eles praticavam caridade e ajudava seu próximo, mas descobri que nem todos fazem isto realmente, pedi ajuda da mãe de santo e da mãe pequena com tantos filhos de santo, mais de cinquenta, não mandou se quer nenhuma ajuda naquela hora, eu me virei as costas e naquela hora disse "Maldito sejais aqueles que usam o nome do amor e da caridade, para benefícios e riquezas pessoais", eu desisperado poxa que iria matar a minha mãe aquele espírito e a gente não conseguia nem se quer chegar perto do portão para não sermos atacados, pois aquele espírito tinha muita força, quando alguém fica muito tempo na escuridão sem luz, fica cego pela vingança e pela falta de amor no coração por serem esquecidos, eu não sabia oque podia fazer naquela hora, no meio na rua me ajoelhei chorando e olhei para as estrelas pedindo ajuda de Deus naquela hora, pois todos que diziam praticar caridade e diziam ajudar seus próximos, viraram as costas na hora que mais precisamos eu e minha prima eramos apenas naquela época era uma criança de apenas menos de oito anos de idade e minha prima devia ter uns dezoito anos por ai, foi nesta hora que um amigo do meu avô, perguntou a ele oque estava acontecendo pois meu avô morava sobre a esquina e minha casa se localizava ao meio da rua, ele explicou oque estava acontecendo porém ele não se metia, pois orientava minha mãe e eu a largar o espiritismo apesar de um dia ele também foi daquilo e esconde de todos, ele dizia que era obra do diabo o espiritismo, o amigo do meu avô que era como um filho para ele nunca saia da casa do meu avô, gostava muito de mim e da minha mãe, ele ficou desisperado naquele momento com medo de acontecer algo comigo e com minha mãe.

Ele foi chamar no caso a tia dele que por sorte entendia daquele assunto, era zeladora do Ketu uma nação do Candomblé. A pedido do sobrinho dela que pedia encarecidamente ela foi ajudar-nos, naquela hora de grande apelo, com uma vela branca e um pano branco sobre minha mãe, ela recitou uma reza que no caso hoje eu aprendi, porém ela só se passa de geração a geração, mas ela não pode ser demonstrada e nem contadas para ninguém. Após ter retirado aquele espírito ruim que estava sobre minha mãe e ela ter quebrado a vela em três, pediu para que tacasse numa encruzilhada longe de nossa casa, porém a pessoa que tacou que no caso era minha madrinha, tacou em nossa esquina, um homem que ia passando com uma bíblia debaixo do braço chegando da igreja, viu aquela vela e chutou, quando chegou em casa o espírito pegou nele e não quis sair, irmãs de sua igreja oravam e clamavam mais não saia dele, chamaram a ambulância e primeiros socorros mais era tarde demais pois ele já havia partido para outro mundo, se entregou facilmente aquele mal. Curiosamente cheguei para aquela pessoa que havia ajudado nos que agora é uma grande amiga de coração nossa, cheguei para ela e disse: Mas porque o mal pegou sobre ele e logo em seguida morreu?

Ela olhando tristemente para mim disse: Filho ele não tinha Deus realmente em seu coração, aquele espírito que estava sobre sua mãe ia leva-la, mas ela ainda tem você para criar e um irmão que em breve você terá então..  As coisas que já estão escritas no destino, como antes de tudo isto acontecer havia já vindo na minha mãe outros egúns porém fracos, que são chamados de espíritos desevoluídos, cansado disto tudo aprendi, a arte sagrada da luz contra as trevas, aprendi todas as práticas de exorcismos de várias religiões. E nunca mais isto aconteceu e tornou se a repetir, sobre minha casa o mal não habitas mais, hoje em dia minha mãe tem corpo fechado e o mal nunca mais sobre ela chegou.

 

Exorcismos são apenas contos?

 Já vi muitos tipos de exorcismos, já vi obesesões de mal em pessoas, presenciei padres sendo enforcados jogados longe, presenciei dez homens segurando uma pessoa com um mal dentro dela, rastejava-se sobre o chão com seu vestido branco ficava totalmente sujo, ela se rastejava sobre seu quintal de terra sem se quer haver nenhum corte em sua pele branca e macia, ninguém conseguia retirar aquilo que estava sobre ela, uma hora ele por vontade própria foi embora, foi ai que uma evangélica sismou que foi ela que retirou lendo o salmo 91, só que demorou trinta minutos para ele ir embora, diferente que um espírito maligno, diferente que uma entidade ele falava mais de sete idiomas, e sua vítima deitada sobre a cama suava frio e se debatia. Porém oque até hoje eu não esqueço que ninguém conseguia segurar aquilo que estava dentro da minha mãe. Porém quando sem querer largaram ele com uma força sobrenatural de mais de 10 homens fortes, ele levantava e tacava longe, chegou rastejando perto de mim, meu cachorro nesta hora chegou a miar de medo, pois dizem que animais veem mais que os próprios humanos, as coisas ocultas dizem que os animais consegue enxergar, isto foi comprovado e eu acredito. Chegando perto de mim eu era tão pequeno e chorei desesperado nervoso eu devia ter menos de 5 anos, ele chegou perto de mim e disse as seguintes palavras: "Não ficaste comendo eu só irei ferir pessoas de má intensões e impuras, ele lhe protege e não posso fazer mal a ti criança". Depois que eu pensando bem depois de tudo entendi melhor, quado meu pai havia morrido, minha mãe teve namorados porém infelizmente um teve a audácia de levantar a mão para mi bater e tentou agredir minha mãe, foi ai que minha mãe começou a adquirir forças fora do normal tudo isto para me defender.

Depois disto comecei a acreditar, que o mal pune pessoas ruins, e só faz o mal aqueles que não tem o bem em seu coração. Aquilo que estava em minha mãe aparentemente veio para defender eu e a minha mãe pois ele queria nos agredir, foi ai que entendi e levei este conceito comigo que nem sempre o mal é mal. No final quando ele estava indo embora revelou-se seu nome era "Lúcifer", também já presenciei muitos egúns nas pessoas, resolvi então aprender sobre exorcismos e todas defesas espirituais pois queria ajudar as pessoas também.

 APRENDI COM PESSOAS VELHAS DESDE NOVO

Sempre aprendi ritos e muitos ensinamentos veio de pessoas velhas, dos cabelos brancos como a neves de boas primaveras vividas, sempre respeitei os mais velhos, foi com eles que adequeri grandes conhecimentos e aprendi lições valiosas para levar pelo resto de minha vida.

Meu bisavô sempre contava histórias fascinantes, como uma que ele sempre contava sobre um homem, que durante a madrugada passava de paletó todo branco, que dava boa noite e quando você ia olhar ele já havia sumido.

Minha bisavó tem até hoje uma marca na perna, que ela disse que quando ela estava na roça lavando roupas entre as rochas, um lobisomem atacou ela, um cachorro imenso peludo ela correu mas contou que ele o arranhou, até hoje ela tem estas marcas na perna dela.

Uma das que meus tios conta até hoje foi quando houve uma tromba d' água onde eles moravam no interior, eles vieram para o Rio de Janeiro (Capital), eram muita pobres as vezes não tinham oque comer e dividir entre eles, pois era muitos  filhos e filhas que minha bisavó e meu bisavô tinha.

Contavam a história de um mendigo que uma vez bateu na porta deles, porém ele era mudo não falava nada só se comunicava através de gestos, como ninguém sabia quem ele era e o nome dele chamavam ele de seu Antônio, minha bisavó perguntou oque ele queria, ele se comunicando através de gestos mostrou que estava com fome, minha bisavó convidou ele para entrar e comer junto com meus tios e meu bisavô também, ele balançou a cabeça concordando e entrou. E todo dia aquele mendigo ia lá e comia sobre a mesa junto com meus tios e minha bisavó e vô.

Chegou um dia que ele foi lá e ela não tinha oque comer, e disse: seu Antônio não temos nada para comer hoje, mas se você quiser temos um copo de leite, ela perguntou se ele aceitaria, ele balançou a cabeça aceitando, ele bebeu e satisfeito foi embora, depois voltou ele bem mais tarde com uma sacola cheia de alimentos dentro, minha bisavó perguntou de onde ele havia arrumado aquilo, ele através de sinais dava a bolsa para ela pedindo para ela aceitar, então depois de muito tempo ela disse só aceito se você comer conosco, então ele aceitou, quando ela havia acabado de fazer a comida, pediu para um de seus filhos que no caso é meu tio, para levar para o mendigo, mas ele havia sumido, minha bisavó pediu para meus tios e tias procurarem ele e ninguém achou ele, perguntou as pessoas que transitava sobre a rua e morava perto e ninguém disse que nunca viu nenhum mendigo mudo sobre ali, ele havia sumido e nunca mais souberam o paradeiro dele. Então minha bisavó disse: nunca negue a ajuda a quem bater na sua porta, pois as vezes pode ser o próprio Deus vendo se você irá demonstrar compaixão ao seu próximo.. 

De linhagem nobre e de grande bençãos

Minha bisavó viveu muitos anos mais de noventa anos, ela sempre dizia que " Se honrasse pai e mãe, nossos dias se prolongariam na terra", dizia que o cheiro da terra molhada era o cheiro da morte e o sereno da madrugada e oque devesse sentir na morte. Achava sempre impressionante como meus bisavós era tão sábios, meu bisavô perdeu a visão ficou cego muito cedo, porém era o que muitos achava, mas ele enxerga muito mais do que nós mesmo de olhos abertos. Ele via belos anjos, que transitava ao redor dele e conversava com ele e ainda via tudo que a gente fazia, sabia quem era que tava chegando na casa dele, ele eu considero mesmo após sua morte um grande xamã "aquele que enxerga no escuro", ele tinha uma clara-vidência excelente e minha bisavó também, uma grande curandeira e temente a Cristo nosso senhor, ensinava a cura com ervas e várias terapias naturais, ela que era de Omolu mesmo ela não sendo do reino espírita, pra mim sempre foi uma grande temente adoradora a Deus e um pessoa tão sábia, falava língua dos anjos após ser batizada no espírito santo, passava grandes ensinamentos do interior para mim. Sua mãe casou no laço era um grande cabocla, meu bisavô uma vez ficou internado em coma, viu um anjo ele nos contava que era uma criança com uma luz tão grande, que dizia para ele voltar para o corpo dele que não tinha chegado sua hora, teve um dia que meu bisavô chegou e se despediu de todos nós dizendo que iria partir, que havia um anjo lhe esperando, após ter comido tudo que ele gostava deitou e morreu como muitos dizem, que pra mim considero que ele só foi para outro mundo, pois a morte é um sopro renovador. 

"Ninguém sabe quanto tempo tem pra ficar com as pessoas que ama, por isso não perca tempo".

 

"Toda história tem um fim, mas na vida todo fim é um novo recomeço".

Quem for digno de minha cultura, serás como um barco que o vento e a tempestade não pode levar, nem as altas ondas da vida, serás aquele que encontrarás as águas tranquilas e o paraíso.

"O problema não está entre o bem e o mal, mas sim entre o conhecimento e a ignorância".

"Aceitar a Luz é fácil,

Viver na Luz, isto sim,

É um desafio de alta grandeza."

AKAIÊ SRAMANA

 

 

"Porque muitos são chamados, mas poucos, escolhidos."

Jesus (Mt, 22, 14)

 

EDUARDO HENRIQUE

Terapeuta, Parapsicólogo & Professor de Religião & Cultura.

Internacionalidade & Nacionalidade atuado religiosamente como: Xamã, Budista, Mestre do Culto ao Orixá e de Alta Magia, Exorcista, Espírita, Feiticeiro, Juremeiro, Bruxo, Curandeiro, Ocultista, Rezadeiro, Tantra, Esotérico, Hindu, Cigano, Católico e Judeu.. 
TERAPEUTA DE: Aromoterapia, Cromoterapia, Holismo, Cristalterapia, Crenoterapia, Arteterapia, Acunputura, Sonoterapia, Auto Ajuda, Psicoterapia, Shiatsu, Tai Chi, Musicoterapia, Yoga, Medicina Ayurvédica, Kama Sutra, Radiestesia, Terapias Nativas, Mesoterapia, Rudrasksha, Tamboterapia, Ayhuasca, Medicina Espiritual, Medicina dos Animais.
CONHECEDOR DE INÚMERAS RELIGIÕES & CULTURAS ALGUMAS SÃO: Ifá, Xamanismo, Budismo, Seicho-no-ie, Wicca, Santeria, Umbanda, Kimbanda, Candomblé, Vodum, Jurema Sagrada, Judaísmo, Cristianismo, Catolicismo, Tantra, Hinduísmo, Ciganismo, Islamismo, Maçonaria, Satanismo, Luciferianismo, Vampirismo, Goetia, Paganismo, Witchcraft, Espiritismo, Esoterísmo.